VEJA OS SEIS PASSOS PARA CONSTRUIR SUA CASA

  O sonho de iniciar a construção da sua casa está cada vez mais perto, mas, da mesma forma, cada dia você se vê mais confuso(a) com o tanto de variáveis que é preciso administrar para conseguir executar a obra da melhor maneira.

  Calma! Você não é a primeira nem será a última pessoa a se emaranhar nesse mundo caótico da construção civil. Não é à toa que engenheiros e arquitetos passam anos estudando e se especializando nessa área. Nossa função é construir no menor tempo e gastando menos possível. Por isso, produzimos esse passo a passo para organizar as suas ideias e te direcionar para uma construção de sucesso. Então vamos lá!

1º passo: Escolha do terreno.

  Se você está lendo esse texto, muito provavelmente você já possui um terreno para a construção da sua casa, certo? Não?

  Bom, então o primeiro passo é decidir onde você pretende morar. A escolha do terreno é fundamental para o planejamento tomar o rumo correto. Além do valor e da localização, existem alguns outros pontos a serem considerados ao escolher o terreno, tais quais:

  • Há desníveis consideráveis nesse terreno? 

  Se houver, é preciso assumir que provavelmente terá gastos em terraplanagem, ou custo maior pela complexidade de projeto e pelo aumento de consumo em materiais.

  • Qual o tipo e a qualidade desse solo? 

  Esse tópico é determinante quanto a complexidade de execução das fundações. Aqui um ensaio de solo será importante para entender esse ponto e, com isso, realizar um projeto de fundações mais eficiente, ou seja, com uma execução muito mais barata. Seu projetista saberá te infomar quanto a isso.

  • Qual é a área de construção permitida nessa localização? 

  Cada terreno possui uma guia amarela (documento que resume as principais informações sobre construção e sobre os usos e ocupação permitidos). Portanto, é necessário procurar saber essas informações antes mesmo de começar o próximo passo. O seu projetista pode te ajudar nisso.

2º passo: Faça um planejamento sonho x orçamento.

  Uma grande decisão, como é a construção de uma casa, exige muitas considerações e um bom planejamento. Essa é a hora de sentar com os envolvidos e tentar chegar na ideia mais próxima do que vocês sonham. Desde tamanho, cor e formato, até questões mais complexas como: se pretendem uma ampliação mais pra frente, se virá filhos para a família, convidarão amigos com frequência… Tudo que se puder inferir vai facilitar muito o próximo passo. 

  Ao mesmo tempo é necessário entender que não é só do sonho que se constrói uma casa. É preciso voltar com os pés no chão e pensar qual é a verba orçamentária disponível para essa construção. Esse é um dos pontos cruciais do planejamento. Entre num equilíbrio para não se afundar em dívidas, mas também não se arrepender por ter economizado demais no seu sonho.

3º passo: Essa é a hora de contratar um profissional.

  Aqui na M Techne sempre nos questionam quanto a necessidade da contratação de um profissional para a construção. Nossa resposta é que para alguns pontos é obrigatória por conta de exigências legais da prefeitura, e para outros pontos é essencial se você pretende construir algo que realmente corresponda com o que deseja.

  Dentre os pontos obrigatórios podemos citar a execução de um projeto arquitetônico com assinatura de responsabilidade de um arquiteto ou engenheiro e a regularização desse projeto na prefeitura. Sem isso você não terá aprovação legal para a construção e nem para a averbação.

  Mas o projetista não se preocupa apenas com a estética da obra. Ele também considera as condições do terreno, suas necessidades, exigências e delimitação orçamentária (por isso a importância do segundo passo).

  Agora, o que não é exigência legal, mas é essencial? Primeiro de tudo é a questão dos projetos complementares. É o projeto estrutural, elétrico, hidraulico (e outros) que garantirão que sua casa fique exatamente como você imaginou, nos detalhes. (confira aqui nosso texto sobre projetos complementares).

  Outro ponto essencial é o dimensionamento estrutural. Um projeto estrutural não é necessário somente para grandes obras. Se as pessoas soubessem a economia que gera em questão de materiais, tempo de execução e eliminação de “quebradeiras” que a contratação de um projeto estrutural gera, elas nunca mais deixariam a execução direta nas mãos de um mestre de obras ou de um pedreiro.

  Além disso, o engenheiro também acompanha o progresso da obra para que todas as etapas sejam executadas de acordo com as normas técnicas. Ou seja, todos os pontos seguintes do nosso passo a passo seria acompanhado de um engenheiro. Tenha certeza de que delegar essas próximas tarefas, muitas das vezes, te poupa de muita dor de cabeça.

4º passo: Orçe os materiais necessários.

  Nesse momento é necessário se atentar a dois pontos: qualidade do material e disponibilidade de entrega. Pense na quantidade de empresas que estarão envolvidas em cada material que irá precisar para uma obra. É preciso que você tenha comprometimento na pesquisa de preços, entender quais são os materiais com melhor custo benefício e que não vão prejudicar a sua construção em questão de qualidade e prazo.

  Outra dica crucial aqui é: siga aquilo que foi definido pelo engenheiro nos projetos. Isso vai garantir que você não tenha surpresas negativas no final da obra e que ela não estoure o orçamento. Exija que, junto do projeto, venha um quantitativo dos materiais. Isso vai facilitar muito a sua vida.

5º passo: Faça um cronograma de obra.

  Se essa etapa for ignorada, garanto que em algum momento você se sentirá perdido(a), sem saber quais são os próximos passos da obra e muito provavelmente a construção vai estourar o prazo desejado.

  Aconselhamos fazer um planejamento global da obra (de longo prazo) e semanalmente, no decorrer da construção, ir detalhando esse cronograma para que fique visível quais são os passos a serem controlados.

  Num âmbito geral normalmente tem-se os seguintes passos:

  1. Fundação – é o que vai dar sustentação a casa; 
  2. Alvenaria – é o que vai dar forma e vedação vertical; 
  3. Lajes – também tem função estrutural e vedação horizontal; 
  4. Elétrica e hidráulica – tubulações e fiações bem feitas economizam dores de cabeça; 
  5. Acabamentos – aqui entram diversos subtópicos como: pisos e revestimentos, pintura, portas, móveis… 

6º passo: Contrate mão de obra qualificada.

  Existem muitos profissionais da construção civil no mercado em seus muitos níveis hierárquicos. Mas aqui você precisa considerar principalmente quatro: um bom mestre de obras, um bom pedreiro, um profissional qualificado para acabamento e, é claro, um engenheiro civil.

  Sem um mestre, sua obra não terá um lider que ditará quem vai fazer o que, você não terá quem cobrar por cumprimento do prazo. Já a função do engenheiro seria prezar pela qualidade do serviço, realizando a execução conforme tudo foi projetado e seguindo todas as normativas de segurança e desempenho, para, com isso, aumentar a vida útil da obra em muitos anos.

  Sem bons profissionais de execução o seu projeto arquitetônico não sairá do papel de forma fiel. Portanto, contrate profissionais com boas indicações. Lembre-se que seu sonho estará nas mãos deles agora.

  E aí, conseguimos clarear sua cabeça em relação ao planejamento da construção da sua casa? Esperamos que sim. Aqui na M Techne nós já acompanhamos e ajudamos diversas famílias a realizar o sonho de ter sua casa própria. Está querendo construir? Entre em contato conosco, vamos conversar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mande sua mensagem
Enviar mensagem